BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, 10 de abril de 2010

Carta

Querida Sandra,
Queira desculpar-me. juro que não essa espera de três anos não foi proposital, mas você não imagina quantas pessoas boas ainda existem por aí. Existem muitas, apesar de ter percebido que vocês não dão muito valor a elas e, sim, parecem até gostar de ver as pessoas ruins por meios comunicação que, por enquanto, são estranhos ao meu ver.
A verdade é que eu queria dizer que você foi a única que me chamou realmente atenção. A única em que eu pensei que poderia me cuidar, me abraçar e me consolar. Além disso, como você é simpática! Penso que poderia rir contigo a qualquer hora do dia sem forçar em algum momento. Pode até soar idiota ao ler, mas não vai ser. Tenho certeza que momentos assim serão aqueles que serão lembrados pro resto de nossas vidas.
Desde já quero alertá-la que não será uma tarefa fácil conviver comigo. No inicio, vou ser uma criança até que... Bem, normal. Minha adolescência, sim, será complicada. Já, a minha fase adulta, eu não faço ideia de como será. Aliás, não sei se irá existir. Desculpe-me se a assusto. Só quero alertá-la. Somente isso.
Penso que deu para perceber que não será tarefa fácil ter uma filha, pois é algo que não é temporário. Não posso falar muito no assunto. Nunca fui mãe. Talvez eu vá ser um dia. Talvez. Por enquanto, vejo que queres muito um filho. Aqui estou! E estou chegando. Você nem sabe ainda, afinal, nem na sua barriga eu estou. Aliás, como é aí? Estou ansiosa.
Para terminar, só quero dizer que já a amo. Eu realmente a amo muito. Demorei três anos para encontrá-la. E, é sim, você. Obrigada por ser minha mãe. Desde já, agradeço por tudo. Pelo nome que irá me dar, pela casa e pelas roupas. Sei que será maravilhoso. Complicado, mas maravilhoso. Um abraço, sua filha.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. So, so, so beautiful !

    ResponderExcluir